Conteúdo

O MELHOR DE MILÃO 2018

abril 25, 2018
Tempo de leitura 4 min

A Semana do Design de Milão é o principal evento de arquitetura, design e decoração do mundo! Todos os anos mais de 300.000 mil profissionais do setor e público em geral visitam o Salone del Mobile e as diversas instalações e eventos que acontecem no Fuori Salone (aka fora do salão). O evento deste ano chegou ao fim e o Archanews perguntou para Patrícia Quentel, Nildo José, Ricardo Gaioso, Lucila Turqueto do @CasadeValentina e outros importantes profissionais da área o que mais chamou a atenção deles na mostra deste ano. Confira abaixo a seleção:

1. Para o arquiteto baiano Nildo José, o “MINI Living – Built by all” foi o destaque da mostra: A instalação revela um conceito residencial visionário desenvolvido em conjunto pelos residentes e os arquitetos: a utilização criativa do espaço. “A proposta oferece soluções criativas para um espaço residencial urbano colaborativo – com uma área de pequenas dimensões, mas oferecendo diversas possibilidades e um elevado nível de versatilidade”, explica Esther Bahne, Diretora de Estratégia da Marca e Inovação Empresarial da MINI.

A montadora italiana vem, assim como outras marcas de automóveis em todo o mundo, expandindo as possibilidades de colocar sua assinatura em projetos de outros segmentos. “Acreditamos que a qualidade do espaço vital é determinada pela forma como os moradores se identificam com sua casa”, explica Oke Hauser, responsável pelo conceito da instalação.

Nildo acredita que essa é uma tendência mundial em aproveitamento em espaços pequenos de uma forma charmosa e que direciona a vivermos com aquilo que é realmente essencial. Os “blocos” refletem diferentes lifestyles através de suas cores e preferências marcantes: “um amava moda, outro gastronomia, outro botânica e outro música” – explica.

 

2. A atenção de Patrícia Quentel, Diretora da CASACOR Rio de Janeiro, se voltou para as instalações das marcas de moda que, este ano, investiram em belas montagens como Hermès, BVLGARI e Louis Vuitton (na foto abaixo) – que amplia a sua linha de casa com objetos assinados também pelos @estudiocampana, por @patricia_urquiola e @marcelwanders

 

3. O destaque de Milão para Lucila Turqueto, do @casadevalentina, foi taxativo: Fuorisalone, o que acontece fora da Feira. Segundo ela, é onde encontram-se as cenografias mais poéticas e os trabalhos que devem pipocar muito em breve. Na região do Centrale, o Ventura Projects reúne o que há de disruptivo e novo de design em prédios e salas abandonadas na estação de trem. A “Giants with Dwarf” (Gigantes com anão), do suíço Stephan Hürlemann, apresenta gigantes articulados feitos com pedaços de mesas e cadeiras e compõe “um dos trabalhos mais divertidos que vi” – conta Lucila.

4. Para o arquiteto Junior Piacesi (@piacesi), esse foi o ano das cozinhas! O mineiro destacou a exposição da ETEL, da Boffi Solferino. As coleções trazem a interpretação de uma cozinha superprática, com móveis de canto, ilhas centrais e uma mistura de diversos materiais, como madeira, pedras e metálicos.

5. Para Aline Araújo, do @amearquitetura, a coleção “Raw & Rainbow” da Altreforme, em parceria com a Rossana Orlandi Gallery, foi um grande destaque. A empresa familiar, que produz o alumínio da Ferrari e de outros grandes da indústria automobilística, há 10 anos entrou para o mercado design através da sua 3ª geração.

São ao todo dez objetos criados por diferentes designers convidados que exploram as inúmeras possibilidades no uso do alumínio – experimentação muito valorizada pelos italianos. “A coleção inteira mostra as maneiras de se usar o alumínio, as formas que ele pode alcançar, cores, polimentos, acabamentos, brilho, enfim… Uma maneira de aprender sobre o produto e absorver o design dos profissionais selecionados para fazer essa edição comemorativa.” – explica @amearquitetura.

6. Eduardo Faleiro, Diretor de conteúdo da CASACOR Minas, destacou outro espaço Fuori Salone: o Spazio Rossana Orlandi. O espaço é considerado uma extensão da casa da artista – considerada uma das italianas que mais conhece design em seu país.

Ao todo são 19 galerias internas com uma cuidadosa curadoria de objetos de arte. Um show a parte fica por conta do grande jardim de inverno, que serve como pátio de exposição, e Faleiro confessa que se emocionou: “Entrar em um espaço de galerias rodeado de jardim e flores é muito confortável e agradável para tomar um café.”

7. Ricardo Gaioso, jornalista e Diretor de Conteúdo da KAZA, destacou a exposição que a Nilufar Gallery montou em homenagem a Lina Bo Bardi. A galeria é uns dos centros de pesquisa sobre design e arte mais influente dos anos 1900 e a exposição é o resultado da pesquisa de Nina Yashars sobre Lina e seu trabalho como designer de móveis em conjunto com Giancarlo Palanti. Com certeza é um dos espaços mais fotografados da mostra deste ano.

Scroll Up